Imprimir
PDF

SASP cria Comissão de Direito a Moradia e de Conflitos Fundiários

sasp comissaoDiante do trágico incêndio e desmoronamento do Edifício Wilton Paes de Almeida, no Largo do Paissandu, centro de São Paulo, com várias vítimas, e face à política omissa dos órgãos públicos sobre a situação precária das ocupações por moradia e dignidade da população abandonada que não tem onde morar, o Sindicato dos Advodados de SP  acaba de criar uma comissão de advogadas e advogados especialistas que atuam nesse tema e com aqueles(as) que querem colaborar, para acompanhamento das apurações criminais a respeito e das perícias técnicas que estão sendo ou serão realizadas nas várias ocupações existentes em São Paulo.

A Comissão atuará em conjunto com os movimentos sociais de luta por moradia, visando elaborar debates e estudos jurídicos a respeito, bem como poderá representar perante os órgãos públicos relacionados com o ocorrido na busca de melhorias nestas ocupações e obtenção de preparo preventivo, para evitar novas catástrofes como a que ocorreu.

01. Aldimar de Assis
02. Ana Lúcia Marchiori
03. Manoel Marques da Silva
04. Benedito Roberto Barbosa
05. Lindiane Costa Seno
06. Eleusa Maria da Silva
07. Tamino Furian Prenafeta
08. Gabriel Blanco
09. Gilberto Cyrillo Seragini
10. Larissa Scripiliti
11. Karina Uzzo
12. Cida Tijiwa
13. Rosane Tierno
14. Otília Cleide Rebecchi Valla Pires
15. Natália Romano Soares
16. Juliana Benício Xavier
17. José Antonio Vaz
18. Vanessa Brenneke

 

 

(Comunicação SASP)

advogados sindicalizados

expressao popular uneafro grito dos excluidos assembleia popular