Imprimir
PDF

Papa recebe de Chico Buarque manifesto contra judicialização da política no Brasil

Papa Chico BuarqueO Papa Francisco recebeu o cantor Chico Buarque e uma comissão de juristas, no dia 11 de dezembro, no Vaticano, integrada pelos advogados Carol Proner (Brasil), Roberto Carlés (Argentina), e Grazia Tuzi (Itália), ativista e escritora.


Na ocasião foi entregue ao Papa um dossiê de cem páginas com denúncias de processos onde, segundo eles, houve "judicialização seletiva da política" tanto no Brasil, como na Argentina, com exemplos de vários casos, como o do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva.


"Não é exagero reconhecer que o 'lawfare' (uso da lei na disputa política) se transforma em um dos maiores perigos para a democracia no mundo, e não apenas na América Latina", diz o manifesto. A visita ao Papa Francisco foi destaque na coluna da jornalista Monica Bergamo, em sua coluna na Folha de S. Paulo.


A jornalista revela que Carol Proner já havia sido recebida pelo Papa Francisco em agosto, quando entregou ao Pontífice um livro em que juristas criticam a condenação de Lula pelo sistema de justiça brasileiro.

 


(Comunicação do SASP, com informações da Mídia)

advogados sindicalizados

expressao popular uneafro grito dos excluidos assembleia popular