Imprimir
PDF

OAB tem a primeira mulher no comando de sua Comissão de Direitos Humanos

ANA AMELIAApós uma intensa campanha com a liderança do SASP, a advogada Ana Amélia Mascarenhas Camargos é a primeira mulher à frente da Comissão de Direitos Humanos da OAB-SP a partir de janeiro de 2019.

A advogada entrou em direito na PUC em 1977, ano da invasão militar naquela instituição e ali mesmo, naquele momento, começou sua formação política contra as arbitrariedades de toda forma. Formou-se em 1981 e desde 1986 é professora no mesmo lugar. Como advogada trabalhista e doutora em Direito das Relações Sociais, sempre atuou pelas causas sociais. Foi presidente da Associação dos Advogados Trabalhistas (AATSP) no biênio 2009/2010, diretora-sudeste da Associação Brasileira dos Advogados Trabalhistas (ABRAT) entre 2011 e 2012 e é membro da cadeira 2 da Academia Paulista de Direito do Trabalho.

Sente-se honrada em assumir tal cargo e, ao mesmo tempo, tem noção do tamanho da responsabilidade e trabalho que virão pela frente. Compromete-se a lutar pelos direitos humanos ferrenhamente e a lembrar a cada dia da importância de tal comissão sobretudo nos momentos atuais e que virão, onde poderemos ver todo tipo de retrocesso principalmente no que diz respeito aos direitos de grupos menos favorecidos socialmente. Lutar pela garantia dos direitos conquistados e contra a opressão será seu trabalho do dia a dia. Vale ressaltar o importante papel que uma instituição como a OAB/SP vem cumprindo e poderá cumprir como efetiva representante da sociedade civil no que diz respeito à garantia de nossa ainda jovem democracia.

Ana Amélia espera formar a Comissão com uma pluralidade de advogadas e advogados interessados na manutenção dos direitos humanos que, no fim, representa a luta por uma sociedade mais justa e menos desigual. Agradece o voto de confiança e trabalhará arduamente para não desapontar a comunidade jurídica e a sociedade como um todo.

O Sindicato dos Advogados de São Paulo - SASP, considera que essa foi a melhor escolha, e sinaliza novos tempos na Secção da OAB Paulista.

 

advogados sindicalizados

expressao popular uneafro grito dos excluidos assembleia popular