Imprimir
PDF

Pauta de negociações do dissídio coletivo da Cetesb continua indefinida - Empresa cancela reunião agendada para segunda feira 21/05.

CetesbNo início da noite de sexta-feira 18/05, o representante do Setor de Cargos e Salários e Relações Sindicais da Cetesb, encaminhou mensagem eletrônica a todos os representantes dos sindicatos, em específico ao diretor deste Sindicato dos Advogados - SASP, comunicando o cancelamento da reunião agendada com todas as entidades sindicais e o conselho de representantes dos empregados - CRF, que havia sido agendada há mais de duas semanas para ocorrer na segunda-feira 21/05, às 10 horas na sala do CONSEMA, na sede daquela empresa estatal.


No comunicado o representante da Cetesb informa que a qualquer  momento poderá convocar em caráter de urgência todas as entidades sindicais e o conselho de representantes dos empregados - CRF para nova reunião, porquanto alega que a diretoria daquela estatal continua empreendendo tratativas com a Comissão de Política Salarial, órgão vinculado ao Governo Estadual.


O comunicado emitido no início da noite, no final de semana surpreende a todas as entidades sindicais e o conselho de representantes dos empregados - CRF, porquanto estas aguardavam e estavam na expectativa do avanço das negociações que iriam acontecer na terceira reunião que fora previamente agendada para a segunda-feira 21/05, as 10 horas, já que a segunda reunião previamente agendada para o dia 14/05, segunda-feira, também fora cancelada sem qualquer justificativa por parte dos representantes da Cetesb.


A surpresa no cancelamento da reunião da negociação da pauta de reivindicações poderá ensejar animosidade na categoria dos trabalhadores e trabalhadoras da Cetesb, isto porque havia muita expectativa na participação nessa terceira reunião que fora cancelada, por parte das entidades sindicais e conselho de representantes da empresa, pois iriam envidar todos os esforços no sentido das negociações avançarem quanto aos itens econômicos e, principalmente, dos itens não econômicos da pauta de reivindicações.


Registre-se, que na primeira e única reunião havida até então em 07/05, segunda-feira, entre as entidades sindicais e o conselho de representantes dos empregados - CRF com os representantes da Cetesb, a reunião foi infrutífera porque a diretoria da empresa restringiu seus argumentos no sentido de que enfrentam uma grave crise financeira, com todos os recursos econômicos já comprometidos no primeiro semestre deste ano e, consequentemente, não poderiam atender qualquer item da negociação, principalmente quanto à reposição salarial de 1,29%, e outros itens econômicos e não econômicos da pauta de negociação, justificando o argumento que a empresa é totalmente dependente do tesouro estadual, e que o governo já havia repassado para este semestre todos os recursos a que a companhia tinha direito, não vislumbrando outra fonte de receita para cumprir o acordo coletivo de 2018.


À vista da indefinição da negociação coletiva de 2018 com a Cetesb, as entidades sindicais e o conselho de representantes dos empregados - CRF, buscarão tratativas com os representantes da empresa no sentido de serem retomadas com urgência as reuniões de negociação, envidando esforços para se chegue ao acordo na negociação coletiva de 2018, sem que seja preciso os trabalhadores e trabalhadoras recorrerem ao movimento paredista.




(Matéria encaminhada à Comunicação, pelo Diretor do SASP e Advogado Norberto Pereira Maia - Setorial Sabesp/Cetesb)