Por Marina Azambuja

Os trabalhadores da Companhia Ambiental do Estado de São Paulo (CETESB), venceram o julgamento do dissídio referente às cláusulas de repercussão econômica. O Tribunal Regional do Trabalho (TRT) concedeu 7,81% de reajuste salarial aos funcionários.  

É importante destacar que a empresa ainda não cumpriu com a sentença do julgamento do acordo coletivo de 2020 em relação ao reajuste concedido, além de entrar com embargos na Justiça. 

O Sindicato das Advogadas e Advogados do Estado de São Paulo (SASP) esteve presente juridicamente durante toda a negociação da causa evidenciando a importância do reajuste salarial dos funcionários da CETESB, e juntamente com o  Sindicato dos Trabalhadores em Água, Esgoto e Meio Ambiente do Estado de São Paulo (Sintaema) estiveram ao lado dos trabalhadores na defesa de seus direitos.