O Sindicato das Advogadas e Advogados do Estado de São Paulo participará da 179 Período de Sessões da Corte Interamericana de Direitos Humanos CIDH.

O propósito da presença do Sindicato é responsabilizar o governador do Estado de São Paulo, João Dória, por negligenciar medidas sanitárias para conter o contágio do Coronavírus no estado. 

Iniciamos março de 2021, tendo uma média de aproximadamente 500 mortes diariamente, passando de mais de 10 mil mortos, Nos últimos dias, o estado vem batendo recordes sucessivos de pacientes internados com quadros mais graves da doença e segundo o próprio Secretário de Saúde do Estado Jean Gorinchteyn, corremos o risco iminente de um colapso total no sistema de saúde. 

Após o colapso na saúde, o Palácio dos Bandeirantes voltou atrás e decretou o funcionamento, apenas, dos serviços essenciais em todo o estado. Mas é válido ressaltar que em fevereiro o governador autorizou a volta às aulas nas redes estaduais e particulares de ensino, resultando em mortes que poderiam ser evitadas. 

A materialidade da justa causa de pedir fica demonstrada pelo fato que o Estado de São Paulo já registrava aumento de 42% no número de novos casos e de 39% de óbitos de COVID-19 em 21 de janeiro/21, em comparação ao mesmo período de dezembro.

A conferência será na próxima segunda-feira, 22, às das 17h às 19h e será transmitida pelo canal da Corte Interamericana de Direitos Humanos no YouTube e no Facebook.  

https://www.youtube.com/user/ComisionIDH