Por Marina Azambuja

Nesta quarta-feira, 28, o presidente do Sindicato das Advogadas e Advogados do Estado de São Paulo (SASP), Fábio Gaspar, se reuniu com a diretoria e o presidente do Corinthians, Duilio Monteiro Alves, e a Ordem dos Advogados do Brasil, seção de São Paulo por meio de seu presidente, Caio Augusto Silva dos Santos. 

 Os participantes discutiram a situação atual do país em relação à discriminação racial e debateram diversas propostas  para  o combate ao racismo no Brasil.

Para Fábio Gaspar, do SASP a iniciativa é importante, pois “além do Corinthians ter uma das maiores torcidas do Brasil, sempre foi ponta de lança nas lutas democráticas e contra o racismo”. Gaspar vê como “extremamente positivo que OAB e outras entidades da advocacia se juntem à nação corintiana e todas as torcidas do futebol contra o racismo e toda forma de discriminação e exclusão”.

O presidente do SASP finalizou dizendo que “a OAB é uma entidade que vem se posicionando na vanguarda da defesa dos direitos humanos, do combate ao racismo, da defesa da democracia e do estado de direito, e se unir ao esporte mais popular do país nessas lutas foi consequência natural dessa postura histórica”. 

Outras entidades e seus representantes também estiveram presentes na sede do clube para integrar a causa, como a Dra. Débora Ribeiro, da Associação Nacional da Advocacia Negra (ANAN); o presidente da Caixa de Assistência dos Advogados de São Paulo (CAASP), Luís Ricardo Vasques Davanzo e o secretário geral Antônio Ricardo; o presidente Leandro Sarcedo e a vice-presidente do grupo Direitos e Prerrogativas da OAB-SP, Ana Carolina Moreira Santos; e o advogado Arnóbio Rocha membro da Comissão de Direitos Humanos da OAB-SP.